A força que nos atrai: O livro que me lembrou a razão de amar livros

By Carol Filisberto - terça-feira, janeiro 26, 2021

2020 foi um ano cheio de desafios, mas graças à arte e ao entretenimento, consegui suportar o ano. Os livros foram importantes para o passar do ano, mas sentia que estava lendo-os sem me entregar nas histórias, até que decidi ler a série Elementos da Brittany C. Cherry, uma autora que conquistou meu coração desde Sr. Daniels.
Toda a série foi muito boa, mas vim falar sobre o quarto (e último) livro: A Força que nos atrai.

Capa do livro A força que nos atrai

Sinopse de A Força que nos atrai, de Brittany C. Cherry

Graham Russel é um escritor atormentado, com o coração fechado para o mundo. Casado com Jane, um relacionamento sem amor, ele vê sua vida virar de cabeça para baixo quando Talon, sua filha, nasce prematura e corre risco de morte. Abandonado pela esposa, ele agora precisa abrir seu frio coração para o desafio de ser pai solteiro. A única pessoa que se oferece para ajudá-lo é Lucy, a irmã quase desconhecida de Jane. Apaixonada pela vida, falante e intensa, ela é o completo oposto de Graham. Os cuidados com a bebê acabam aproximando os dois, e Lucy aos poucos consegue derreter o gelo no coração de Graham. Juntos, eles descobrirão o amor, mas os fantasmas do passado podem pôr tudo a perder.

A força que nos atrai fez eu lembrar o motivo de amar livros

Brittany C. Cherry gosta de escrever romances com muito drama que nos emociona e A força que nos atrai é um desses livros que é drama atrás de drama e quando você acha que vai se acalmar um pouco, algo acontece. É difícil chegar ao final feliz do romance, viu?
Mas Brittany C. Cherry sabe escrever romance e nos fazer ficar vidrados em suas histórias, porque os seus livros são muito fluídos e rápidos, fazendo com que o livro não saia de sua mão.

“ 'O mundo está um pouco mais sombrio essa noite, Graham.’ Então enxugou as lágrimas e continuou: ‘Mas ainda assim, tenho que acreditar que o sol vai nascer amanhã.’ ”

Fazia tempo que não me apegava tanto a uma história a ponto de fazer eu largar o livro só quando finalizasse a leitura. Durante a leitura, lembrei o motivo de amar os livros. Antes tinha entrado no automático de ler e aumentar a quantidade de livros lidos no skoob, sem sentir as histórias que lia, e aí relembrei...

Por que eu leio?

“A vida é curta, e nunca sabemos quantos capítulos ainda restam em nossas histórias, Graham. Viva cada dia como se fosse a última página. Viva cada momento como se fosse a última palavra.”

Eu leio para aprender, ser alguém melhor e para sentir. Sentir dor, felicidade, amor. Sentir o humano. Relembrar o ser humano que sou, principalmente nesse ano em que foi necessário um distanciamento com outras pessoas e isso fez com que eu esquece um pouco de ser humana e de sentir. Em momentos difíceis, era mais fácil evitar as emoções do que lidar com elas. Mas existe um problema nisso, ao evitá-las, você estará se afastando das “más” e boas emoções.

“Você não pode aceitar somente as coisas boas na vida. Você deve aceitar tudo.”

A força que nos atrai é o livro que eu precisava ler para relembrar o que é sentir um livro, sua história, sentir o humano em cada palavra, cena e ações dos personagens. Esse livro gerou diversos sentimentos dentro de mim, principalmente o amor. Amar as pessoas, perdoar, ser você mesmo, se amar e amar sua essência. Acreditar em si e em seus valores.
Um livro pode ser tão forte porque usa uma das maiores armas para sua construção: as palavras, pois elas podem expressar a vida e manifestar emoções.

Já leram algum livro da Brittany C. Cherry? Teve algum livro que os fizeram sentir a paixão dos livros? Qual foi? Comenta aqui embaixo e me siga nas redes sociais para conversamos mais sobre livros!

  • Share:

You Might Also Like

0 Comments