5 de fevereiro de 2019

Como treinar seu dragão 3: Uma hora temos que dizer adeus

O último filme de Como treinar seu dragão nos emociona ao falar sobre amizade, amor e perdas, finalizando a franquia após nove anos

Em 2010, a Dreamworks nos apresentou um filme que se tornaria uma das melhores animações já feitas, Como treinar seu dragão. Se por acaso você não conhece a história, vou fazer um básico resumo: O filme conta a vida do Soluço, um garoto de 14 anos que vive em uma sociedade de vikings (nomeada Berk), mas o perfil dele é diferente dos outros – magricela, atrapalhado, sonhador – e não é respeitado, principalmente porque eles precisam lutar contra dragões. O sonho dele é ser aceito pelas pessoas, principalmente pelo seu pai, e como ele conseguiria isso? Matando um dragão. Quando ele tem uma oportunidade, Soluço não consegue seguir adiante e esse dragão que era inimigo, torna seu amigo.

Durante a franquia (tanto os filmes quanto a série) podemos ver a amizade de dois seres tão diferentes mudando a história de toda Berk até esse último filme, o fim de tudo isso. E agora como vou falar sobre Como treinar seu dragão 3 e alguns temas importantes abordados, aviso que terá grandes spoilers, então vá assistir aos filmes e depois volta aqui para conversamos!

como treinar seu dragao

O que torna Como treinar seu dragão uma franquia tão importante e querida para mim é a sua realidade, pois aborda temas que atingem todos nós, crianças e adultos. No primeiro filme, vemos um garoto que não tem o perfil que querem categorizá-lo e vamos acompanhando a sua coragem ao admitir que não queria matar dragões, como todos os vikings que ele cresceu vendo como exemplo, o que mostra a importância de acreditarmos em nós; no segundo filme, aprendemos sobre perda, responsabilidades, reencontros e como tudo isso é importante na nossa vida, mesmo que doa, porque é assim que amadurecemos. Além de, claro, mostrar a importância do amor e da amizade.

E ai chegamos no final dessa história, que assim como os anteriores, foca na vida do Soluço e de seu melhor amigo dragão, Banguela. Nesse filme, o nosso fúria da noite conhecerá seu interesse amoroso, a fúria da luz, e começará a viver fora de Berk e cada vez mais distante do Soluço, que nunca pensou que isso poderia acontecer.

Essa mudança atinge muito o Soluço porque o Banguela sempre foi seu parceiro, seu primeiro amigo e todas suas conquistas aconteceram ao lado do seu dragão. Ele (como todos nós) se apega no que é confortável e tenta sempre fugir das dificuldades e desafios que atingem seu interior, ou seja, ao ver o Banguela se afastando, ele perde sua base e a confiança de conseguir liderar Berk, porque acreditava que ele dependia do Banguela para continuar sendo um bom líder. Mas no decorrer da história, ele tem que tomar decisões sozinho, sem aquele que esteve ao seu lado desde os 14 anos, e essa responsabilidade o amadurece, porque ele percebeu que o Banguela foi um facilitador e um apoio, mas era ele que tinha as ideias e a coragem.

Isso é muito presente na vida de todos, porque tentamos nos apegar no confortável porque temos medo do futuro, de crescer e de respondermos por nós mesmos. À questão é que somos os únicos que conseguem trilhar nossa vida, uma amizade ou qualquer tipo de relação é um apoio, um facilitador para aguentarmos as quedas, mas ninguém consegue tomar as decisões por nós e em algum momento, assim como Soluço teve que aprender, nós vamos ter que amadurecer independente de ter o nosso maior conforto ou não. 

Nessa trama principal do amadurecimento do protagonista veio o aprendizado mais marcante para mim que é o flashback do Stoico com Soluço em frente à lareira conversando sobre a mãe do garoto, falando que o amor é a melhor coisa do mundo, mas quando a gente ama, temos que lidar com a perda e a dor, mas que no fim vale a pena. Eu saí do cinema com essa cena na cabeça e essa frase e filme conseguiu descrever exatamente o que é amar – namoradx, amigos, familiares, animais -, é se arriscar e saber que pode ter dor, mas é fazer com que cada minuto que estiverem juntos seja verdadeiro e que valha a pena.

E eu não poderia deixar de citar o final do filme, quando o Banguela e todos os dragões vão para o mundo escondido, pois é o melhor para eles – não que seja fácil se despedir do seu grande amigo -, mas temos que deixar as pessoas que amamos livres para viver a vida delas e apoia-las em suas escolhas, mesmo que te machuque. E quando uma amizade é verdadeira, não importa a distância ou o tempo, quando eles se reencontrarem é como se nunca tivesse passado tanto tempo, como aconteceu com os dois, que se veem depois de muitos anos, casados e com filhos, mas ao se reconhecerem o amor deles mostra que nunca terminou e que eles sempre serão melhores amigos.

Eu estou escrevendo essa postagem em meio as lágrimas, porque esse filme me marcou muito por ter encerrado uma série muito querida, mas principalmente pelas suas mensagens. E eu quero saber de vocês, o que acham sobre Como treinar seu dragão? Enlouqueci aqui ou concordam comigo? Sejam livres para comentar, irei amar conversar com vocês!

4 comentários:

  1. Eu não tenho palavras para descrever o quanto as suas palavras me emocionaram. Eu amo essa franquia mais do que qualquer coisa nesse mundo ; amo as mensagens que ele passa ; amo o desenho ; amo a história ; amo os personagens e (mesmo que eu tenha chorado os 7 mares com o último filme ) amei o final.
    Apaixonarse por essa amizade foi fácil , mais dizer-lhe adeus foi uma das coisas mais difíceis. Nós crescemos com essa amizade e nos inspiramos nela para as nossas próprias experiências .
    Assim como o Soluço e o Banguela tiveram que se despedir , nós também tivemos que dizer adeus a essa dupla maravilhosa , que nos fizeram rir e choram. Afinal nada dura para sempre, nem mesmo Como Treinar o Seu Dragão , e no final tudo o que nos restará é a nossa lembrança , de como uma linda amizade pode ser construída na base de confiança e lealdade , e que se ela for verdadeira , nem a distância ou o tempo poderiam quebra-la .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Melissa, como vai?
      Concordo com você que dizer adeus para essa amizade não é fácil, ainda mais por termos crescido assistindo essa trilogia (que ficará eternamente nos nossos corações).
      Obrigada por ter passado aqui e ter mandado essa mensagem tão linda! Banguela e Soluço ficarão eternamente nos nossos corações <3

      Excluir
  2. Eu não tenho palavras para descrever o quanto as suas palavras me emocionaram. Eu amo essa franquia mais do que qualquer coisa nesse mundo ; amo as mensagens que ele passa ; amo o desenho ; amo a história ; amo os personagens e (mesmo que eu tenha chorado os 7 mares com o último filme ) amei o final.
    Apaixonarse por essa amizade foi fácil , mais dizer-lhe adeus foi uma das coisas mais difíceis. Nós crescemos com essa amizade e nos inspiramos nela para as nossas próprias experiências .
    Assim como o Soluço e o Banguela tiveram que se despedir , nós também tivemos que dizer adeus a essa dupla maravilhosa , que nos fizeram rir e choram. Afinal nada dura para sempre, nem mesmo Como Treinar o Seu Dragão , e no final tudo o que nos restará é a nossa lembrança , de como uma linda amizade pode ser construída na base de confiança e lealdade , e que se ela for verdadeira , nem a distância ou o tempo poderiam quebra-la .

    ResponderExcluir
  3. Eu não tenho palavras para descrever o quanto as suas palavras me emocionaram. Eu amo essa franquia mais do que qualquer coisa nesse mundo ; amo as mensagens que ele passa ; amo o desenho ; amo a história ; amo os personagens e (mesmo que eu tenha chorado os 7 mares com o último filme ) amei o final.
    Apaixonarse por essa amizade foi fácil , mais dizer-lhe adeus foi uma das coisas mais difíceis. Nós crescemos com essa amizade e nos inspiramos nela para as nossas próprias experiências .
    Assim como o Soluço e o Banguela tiveram que se despedir , nós também tivemos que dizer adeus a essa dupla maravilhosa , que nos fizeram rir e choram. Afinal nada dura para sempre, nem mesmo Como Treinar o Seu Dragão , e no final tudo o que nos restará é a nossa lembrança , de como uma linda amizade pode ser construída na base de confiança e lealdade , e que se ela for verdadeira , nem a distância ou o tempo poderiam quebra-la .

    ResponderExcluir